1000 Soluções - 2 de fevereiro de 2018

Traga as suas soluções para o poder das cidades da Europa

Pacto de Autarcas

Escrito por Rémy Kalter

Informação

Esta página, originalmente publicada em inglês, é oferecida em português com a ajuda de tradutores automáticos. Precisa de ajuda? Entre em contato conosco

O Pacto de Autarcas da UE é omaior iniciativa climática e energética urbana. Conta actualmente com mais de 7.500 signatários - autoridades locais e regionais abrangendo cerca de 230 milhões de pessoas - voluntariamente empenhadas na implementação de objectivos climáticos e energéticos nos seus territórios. À medida que a Aliança Mundial se prepara para seleccionar #1000 Soluções Eficientes, começámos a trabalhar com os Presidentes de Câmara desses territórios em áreas de interesse comum.

A 22 de Fevereiro, os presidentes de câmara reunir-se-ão em Bruxelas pelo seu 10º aniversário para discutir o que funciona, e o que não funciona, no desenvolvimento de estratégias integradas de mitigação e adaptação climática, e para determinar como as melhores práticas podem ser escalonadas e utilizadas noutros locais. A Aliança Mundial estará presente, e nessa ocasião, organizará Reuniões de 1 para 1 entre Membros seleccionados e Presidentes de Câmara.


Se está a desenvolver soluções rentáveis que podem ajudar as cidades a tornarem-se mais limpas, gostaríamos de ouvir a sua opinião! Como? Inscreva-se para se tornar Membro da Aliança Mundial, submeta as suas soluções para revisãoe preencha o formulário do Pacto de Autarcas antes de 12 de Fevereiro para ser considerado para este evento!

A Aliança Mundial convidará aproximadamente 20 Membros para participar neste evento único com a oportunidade de construir parcerias, assegurar a implementação de projectos-piloto e alcançar novos clientes! Já temos autarcas de certas cidades confirmadas, tais como Heidelberg (Alemanha, +100.000 cidadãos), Wrocław (Polónia, +600.000 cidadãos), Alicante (Espanha, +300.000 cidadãos) e Saint-Hubert (Bélgica, +5.000 cidadãos).

Porquê cidades?

Embora representem apenas 2% do total de terras do nosso planeta, mais de metade de todas as pessoas do planeta vivem nelas, um número que se espera que aumente para dois terços até 2050. São responsáveis por 70% das emissões de gases com efeito de estufa e produzem mais de 70% do PIB global. Nas palavras de Bertrand Piccard:

"As cidades do futuro serão grandes, uma vez que nada poderá impedir a sua expansão, mas poderão ser limpas se compreendermos suficientemente depressa que as soluções energeticamente eficientes representam um novo mercado mundial, uma nova revolução industrial, capaz de impulsionar o crescimento económico sustentável".

Todos os Presidentes de Câmara que fazem parte do Pacto comprometeram-se claramente a reduzir as emissões de CO2 em pelo menos 40% até 2030e, tal como nós, procuram soluções existentes em vez de problemas intangíveis para alcançar este objectivo. Mas embora partilhem muitos dos mesmos desafios, tais como aquecimento, refrigeração e iluminação ineficientes, gestão de resíduos, mobilidade e produção de energia, também têm climas, topografias, infra-estruturas, arranjos municipais, regulamentos e conhecimentos técnicos diferentes, e por isso precisam de soluções que se ajustem a essas necessidades únicas.

Escrito por Rémy Kalter em 2 de fevereiro de 2018

Você gosta deste artigo? Compartilhe-o com seus amigos!